A chegada de Izzy Dias Hannecker!!!

2.7.13 4 Comments A+ a-

"Enquanto o bebê está na barriga, da tempo!"
Sempre acreditei muito nisso, mas não imaginei que eu fosse ter uma prova tão concreta de que eu estava certa tão cedo, tão no início da minha carreira de doula.
Após parir a Sofia, Daniele, me indicou para ser doula da Denise, uma guria de 19 anos, lindona, apaixonada pelo seu marido Evandro, seu irmão Rudi e seu gato Martin. Denise entrou em contato comigo com um calhamaço de dúvidas e 36 semanas de gestação, ela esperava o Izzy, que tem esse nome devido ao Izzy Stradlin, ex-guitarrista do Guns'n Roses, banda favorita do Evandro.
A Denise tem os olhos brilhantes e uma preguiça de dar inveja ao seu próprio gato, quando a conheci ela tinha uma fome, mas uma fome de dar inveja às vezes. Mas a fome dela não era só de comida, era também de informação, de leitura, de conhecimento sobre si, sobre os limites do próprio corpo e isso abriu as portas pro nosso contato.
Seria minha primeira doulagem sem equipe humanizada e em Hospital Público... eu não sabia o que me aguardava. Quase todas as conversar que tive com a Denise foram acompanhadas de seu marido, seu irmão e seu gato, e ver o interesse do Evandro em todo o processo me deixou muito feliz, pois eu não sabia se me deixariam entrar no C.O. do Hospital, e ele com certeza estaria lá.
Passadas 3 semanas, com exatas 39 semanas de gestação, uma ligação na madrugada do dia 29 de Maio... "a bolsa rompeu".
Torcendo muito para que ela entrasse em Trabalho de Parto (TP) naturalmente logo depois, arrumei minhas coisas e fui pra casa dela... 8h de bolsa rota e nada de contração, nada de TP, nada... como não tínhamos o exame de Strepto, decidimos ir para o Hospital de Clínicas.
Chegamos lá por volta do meio-dia, muitas gestantes na salinha lotada e após uma avaliação, Denise foi internada para a indução antes das 15h com 2 dedos de dilatação. Como eu havia imaginado, ela entrou com o Evandro e eu não pude entrar na sala de pré-parto, o que me deixou sentada do lado de fora me comunicando com o Evandro apenas.
Eram 18:30 quando vi uma alteração na equipe que estava recepcionando as pessoas e tentei entrar... consegui! \o/
Quando entrei na sala, ela estava com uma carinha de choro, apreensiva, tinha acabado de receber um toque e estava apenas com 4 cm de dilatação... mas percebi que ela, apesar de ter bola de pilates, chuveiro e liberdade para caminhar pelo quarto, estava deitada, carinha desanimada... me preocupei um pouco, confesso.
Tive que mudar o clima daquele quarto o mais rápido possível, antes que alguém me pusesse pra fora de lá, o que eu imaginei que pudesse acontecer a qualquer momento. Pedi para o Evandro esquecer os telefones (que tocavam sem parar... familiares querendo saber como a coisas andavam) e me ajudar com a concentração da Denise, que  a cada minuto perguntava se fulano ou beltrano ja estava sabendo que o Izzy ia nascer... rsrsrsrs
Funcionou tão bem, ela começou a respirar melhor, se ajudar no parto, se concentrar no seu corpo... as pessoas já entravam e saiam e ela sequer percebia... olhos fechados... concentração... respiração... aura de parto... e tudo funcionou.
Como eu havia imaginado, na troca do plantão me botaram pra fora da sala, por volta das 19:30... ou um pouco mais e eu só falei pro Evandro tentar manter o clima do quarto, tudo estava perfeitamente bem.
Fiquei do lado de fora tentando ter alguma informação de como ela estava... ninguém me informou nada até às 9h, quando uma enfermeira me disse que logo ela estaria indo pra sala de parto... \o/ \o/ Sim... chorei! =)
E assim foi... logo ela foi pra sala de parto e às 22:31 o Izzy chegou... gostosíssimo com seus 4,195kg e 51cm de muita gostosura.
Não pude vê-los no mesmo dia, ela e o Izzy ficaram na sala de recuperação, só vi no outro dia.
Evandro veio me dar a notícia, muito feliz da vida, só um pouco chateado com a episiotomia que
fizeram... mas ele estava radiante, como não estar? rsrsrs Ele só não me contou que desmaiou na hora... isso eu soube depois!  rsrsrsrs
Hoje o Izzy está com um mês, e ver a Denise falando que a dor do parto foi linda me enche de alegria. Ver que todas as dúvidas e medos sumiram de sua cabeça e o quanto aquela menina aparentemente frágil se apropriou de si e pariu seu filho é uma dádiva... muito orgulho de fazer parte de tudo isso!
Denise, Evandro e Izzy... obrigada por compartilharem um momento tão mágico da vida de vocês comigo!!!

Beijo da doula babona!
<3



4 comentários

Write comentários
Dani
AUTHOR
2 de julho de 2013 17:33 delete

ahhhh que lindooo!!!! esse é um super exemplo do que uma doula pode fazer quando está ao lado de uma mulher DECIDIDA a parir!! Denise tinha chance de ser mais uma na triste estatística de (des)cesária. Mas trabalhou firme e com fé junto a seu marido e sua doula e o Izzy nasceu da forma mais humanizada possivel para um atendimento público! Parabéns meus queridos! Mta saúde e luz!!!! Bjssss

Reply
avatar
Denise Dias
AUTHOR
2 de julho de 2013 18:17 delete

Perfeito, amei tudo isso, nunca achei que eu fosse conseguir passar por essa etapa na minha vida, só tinha certeza de uma coisa, seria normal

Reply
avatar
Camila Lima
AUTHOR
3 de julho de 2013 11:38 delete

Daniiii... e tu foi tão importante pra ela... tããããooo... ela acreditou em si depois te ver tua força, tua coragem, tua determinação. Ver a amizade de vocês me deixa MUITO feliz... são corações lindos!!!

Beijo minha flor! =D

Reply
avatar
Camila Lima
AUTHOR
3 de julho de 2013 11:39 delete

Conseguiu porque acreditou... te admiro MUITO minha lindona!
Beijos beijos beijos... da doula muito babona!
<3

Reply
avatar