A chegada de João Benício Gai Batista!!!

23.3.13 2 Comments A+ a-


Se eu não sabia o real significado da palavra "mãezona", conhecer a Kika acabou com esse probleminha de definição!
A Cléa (que eu chamo de Kika porque foi assim que ela se apresentou, rsrs) é de Santa Maria/RS, é altíssima, linda e apaixonada até o último fio dos seus longos cabelos pelo maridão Igor. Kika tem 2 filhos (a Valentina e o José), um barrigão trazendo o João Benício e um sonho... um parto natural domiciliar.
Conversar com ela é quase como tomar um banho de cachoeira... lava-se a alma, enche-se de paz e tranquilidade. Sua voz doce e muito suave quase se contrastam com suas certezas e sua força.
Conheci esse mulherão peculiar em Julho/2012, durante o curso de Doulas, e receber seu convite para fazer parte do seu círculo de confiança no momento do parto foi maravilhoso, agradecerei eternamente.





Durante toda a gestação conversamos muito, embora os encontros tenham sido poucos, Kika mora na cidade vizinha e o fato de ela também ser doula e mãe de 2 facilitou esse "processo".

Nas proximidades da DPP conversamos um pouco mais sobre o parto em si, ela me falou da sua médica Adelise Noal, que estaria junto no parto, me falou que queria o Igor o tempo todo perto, me falou que conseguiu um fotógrafo e conversamos sobre a possibilidade de ir a um Hospital, quem ficaria com as crianças e essas coisas, pura medida de segurança, não precisou...
Dia 28.01.13, recebi uma mensagem dela: "Tô com contrações desde as 17h... espaçadas mas um tanto doloridas. Sem tampão ainda, mas vai saber"... e assim fiz meu ritual... mala arrumada, banho tomado, celular ligado perto da orelha!


Exatamente 1h da manhã, já dia 29.01.13, recebo outra mensagem: "Cléa pediu pra eu te ligar!"... pensei... ela não consegue nem escrever mais, deve ser o Igor!

Me certifiquei do endereço, peguei um táxi e fui pra Canoas/RS... cheguei perto das 2h, conheci o maridão Igor, conheci a mãe dela, Rosa, a equipe já tinha chegado toda, as crianças estavam dormindo e a Kika ainda conseguiu conversar um pouco comigo... uns 15 minutos, não mais do que isso pois as contrações começaram a se intensificar... e ela começou a "virar bicho"... um baita bichão lindo de se ver!!!
Tentei fazer uma massagem pra ela relaxar um pouco, ela não deixou... o Igor tentou sair de perto e também foi em vão... ela só queria água quente na barriga, um olhar de confiança e o maridão pra ela apertar... ou dar uns tapas... rsrsrs
Sabe toda aquela pessoa calma que eu descrevi? Deu lugar a uma mamífera prestes a ter sua cria da maneira mais livre e pessoal que a natureza permitiu... cercada de amor e confiança, com direito a fazer o que quisesse, como deveriam ser todos os partos!
A água quente dava o relaxamento necessário entre as contrações, a mão do Igor dava a força necessária nos picos de dor... isso só podia ser visto por nós, que estávamos acompanhando... ela gritava, urrava... sim sim, ela pediu anestesia e hospital... e talvez por se conhecer tanto se cercou de pessoas de sua confiança, de pessoas que naquele momento se manteriam firmes na vontade DELA... víamos ela parindo com dor sim, no limite do seu corpo... e quando ela achava que não ia dar conta, quando a dor começou a minar sua confiança em si, auxiliada pelo Igor, a Kika saiu da água para um exame de toque que não foi necessário, ela deitou no colo do Igor sem conseguir ficar na posição que a Dra Adelise necessitava, mas foi mais do que o suficiente para, no meio de uma contração, ver o Benício chegando...
E foi assim, a jato e quase empelicado que o Benício chegou... lindo, grande e com uma camada invejável de vérnix... saiu numa contração só, porém a Kika não levou nem um ponto.


Quando o Benício nasceu o Igor correu no quarto pra buscar a Valentina pra conhecer o caçulinha que havia chegado... Dona Rosa entrou no quarto já em lágrimas, emocionada de ver a filha parindo em casa, mesmo contrariando seus desejos. E a Kika... em êxtase, ainda respirando fundo, mal acreditava no que acabava de acontecer... chegou a me perguntar se eu tinha certeza que ela tinha parido... "Sim amiga, tu pariu na tua cama, cercada dos teus, como tu querias!"
Um parto visceral... acho que define bem! *___*
Dra Adelise fez os procedimentos necessários com o mais profundo respeito, enquanto toda a casa comemorava em lágrimas!
João Benício Gai Batista nasceu às 4:25 da manhã do dia 29.01.13, com 3.640g, no aconchego da cama da mamãe e do papai... num ambiente de paz, amor e muito leitinho, que ele não desperdiçou... rsrsrs
Kika, obrigada pelo convite e pela confiança em mim, mesmo sem muita experiência... parabéns pela família linda minha florzinha!
Seja bem vindo João Benício...
<3


Obs: fotografias retiradas das contas de Facebook da Kika e do Igor!

2 comentários

Write comentários
16 de maio de 2013 17:20 delete

Mél, déls, eu só li isso hoje!!!! Que coisa mais linda de parto! Parabéns mamíferas lindas! :)

Reply
avatar
Camila Lima
AUTHOR
3 de julho de 2013 15:08 delete

Mamíferas lindas... ok... estamos as 3 bem definidas! <3

Reply
avatar